Blog dedicado a Aldeia de Amoreira e a todos os seus habitantes e amigos.......

02
Jan 11

Caros Amigos para começarmos bem o Ano deixo aqui, para quem quiser consultar, algumas imagens do livro que o amoreirense Arrais Vicente escreveu há alguns anos no qual é retratada a vida de Arrais e onde é explicado onde é e como era o cais de Amoreira.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Nuno Damoreira às 17:14

Primeiro que tudo dizer que não sou propriamente de Amoreira. Casei sim com uma moça de Amoreira e vou todos os Domingos visitar os meus sogros na pitoresca aldeia de Amoreira.
Gostaria de comentar este livro e a sua importância, afirmando que Amoreira teve na sua história uma grande personagem chamado Arrais Vicente. Li com muito atenção o livro.
"Um Homem do Mar" expressão dita pelos mais antigos da freguesia, que se apaixonou pela sua aldeia mas sobretudo pelo Rio Tejo.
Uma pessoa que viveu do Rio Tejo toda a sua vida, em Amoreira e mais tarde em Salvaterra de Magos.
A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos resolveu editar este livro para que as suas recordações ficassem para sempre.
Não foi em vão, bem pelo contrário. Aqui está uma cópia deste livro partilhado para todos os cibernautas ...
Um pedaço da história de Amoreira está salvaguardado .
Cabe a nós valorizá-lo.
Quero com isto dizer que os jovens de Amoreira tem aqui um exemplo de alguém que trabalho todo a sua vida e que deixou as suas memórias escritas.
Gostaria de ver estes jovens discutir, partilhar a sua história e sobretudo o seu futuro.
Tenho acompanhado este blog e já felicitei pessoalmente o meu Amigo Nuno Lopes pelo empenho, dedicação que ele tem pela sua terra e por ter escolhido fazer aí a sua casa.
Fiquei magoado ao ver que até a data nenhum comentário foi feito sobre o Arrais Vicente, um grande Homem de Amoreira.
Nesta vida é fácil de criticar quem faz mas seria mas pertinente trabalhar em prol de Amoreira do que andar as escondidas neste blog a dizer mal deste e daquele.
Essa atitude demonstra falta de ética e de sensibilidade pelos seus, pela sua terra e pela sua identificação cultural.
Espero ver melhoria de atitude e conversas francas e directas entre as pessoas. Ninguém é obrigado a pensar igual ao outro porque, temos vivências diferentes, sensibilidades diferentes, ou seja, porque somos na realidade todos diferentes ...

Bem haja a quem quer um melhor futuro para a aldeia de Amoreira.
Sempre ao dispor ...

Rui André rmvandre@gmail.com http :/ rmvandre.skyrock.com
Rui André a 7 de Janeiro de 2011 às 23:48

Caro Amigo!!

Estou convencido que ainda existe alguém que gosta de saber mais sobre a História de Amoreira, ou pelo menos quero acreditar nisso.
Mas se me permitem sonhar, era muito engraçado ver aqui as pessoas a escreverem o que sentem sobre a história de Amoreira e talvez até acrescentar factos novos, fruto das vivências de cada um.
Nuno Damoreira a 8 de Janeiro de 2011 às 16:09

Caríssimo Nuno,

Depois de eu ter feito um comentário sobre o livro do Arrais Vicente, venho aqui fazer outro comentário dirigido sim aos cibernautas de Amoreira.
Passados 10 dias de ter feito o meu primeiro comentário, reparei que mais ninguém usou da palavra para falar sobre o livro do Arrais Vicente (marítimo natural de Amoreira).
Tantos comentários negativos sobre as eleições da AMA e nada sobre a história de Amoreira.
Pena que assim seja ... infelizmente ...
Tenho dito ...

Rui André - um apaixonado pelas suas raízes ...
http://rmvandre.skyrock.com/
Rui André a 16 de Janeiro de 2011 às 22:50

Como ninguém se identifica não sou eu que o vou fazer.
Acho que as pessoas de Amoreira já deviam perceber que as autoridades competentes não fazem nada pela terra.
Nao percebo porque é que as pessoas andam-se a agredir umas as outras para se separarem ainda mais da terra, todos temos os seus defeitos e os seus valores, devíamos estar contentes por teremos uma associação que representa a terra mal ou bem e não deixar as instalações ao abandono.
Peço em nome de todos já que eu não posso, para se unirmos todos e fazer qualquer coisa pela nossa terra já que ninguém o faz deixemo-nos de guerras é a nossa terra que esta em jogo não as pessoas. Espero que a associação reabra o mais breve possível e força aos elementos e a todo o povo deixem-se de guerras vamos todos ao ringue quando nos apetecer e não pela cara das pessoas.
FORCA AMOREIRA!!!
Socio a mais de 30 anos a 23 de Janeiro de 2011 às 14:45

Quando se trata de pessoas cinicas e intriguistas é muito dificil ir onde quer que seja sem estar a olhar a quem lá está.
Sócio a 24 de Janeiro de 2011 às 15:10

mais sobre mim
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


blogs SAPO