Blog dedicado a Aldeia de Amoreira e a todos os seus habitantes e amigos.......

04
Set 09
Reunião de Câmara - 1 de Setembro de 2009

No passado dia 1 de Setembro de 2009, fui como Presidente da Junta de Freguesia de Rio de Moinhos à Reunião de Câmara e fiz uma intervenção que passo a descrever:

 

 

Na qualidade de presidente Junta de Freguesia de Rio de Moinhos venho através deste meio informar o executivo que após 4 anos de mandato quero manifestar a minha profunda tristeza da forma como a Junta de Freguesia de Rio de Moinhos foi realmente tratada.

 

Ora vejam:

Relativamente ao trânsito da aldeia de Rio de Moinhos muitas situações ficaram por resolver e até a data nada melhorou.

Após a entrada em vigor da alteração do trânsito, o Presidente da Junta de Freguesia reuniu com o vereador responsável na altura, o Dr. Pina da Costa sobre falta de sinais, falta de espelhos, sinais mal colocados, estacionamento da farmácia em falta, falta de passadeiras junto as escolas assim como respectivos resguardos a saída das escolas, sentido único na Rua Dr. João de Deus com a abertura da rua do canto até a Celbi, compra de uma habitação situada junto da igreja com o intuito de deitar abaixo e alargar a estrada, entre outros …

O mesmo vereador disse que iria resolver estas situações.

Até hoje nada mudou …

Outra reunião foi marcada com a Dra. Maria do Céu Albuquerque no mesmo sentido e com as mesmas preocupações.

Até hoje nada mudou …

O trânsito continue com diversos problemas de circulação que poderiam ser minimizados se os vereadores responsáveis fossem conscienciosos e preocupados em resolver o trânsito na aldeia de Rio de Moinhos.

 

Pena que as coisas só avancem para algumas freguesias.

 

Resumindo e focando apenas algumas situações:

 

A iluminação da freguesia foi repetidamente falada em diversas reuniões de Câmara e na prática nada mudou e tudo se mantém na mesma, as escuras para algumas pessoas da freguesia de Rio de Moinhos nomeadamente a estrada que liga Amoreira à Casinha, nas traseiras da escola de Amoreira, em todas as travessas da freguesia, na estrada da feia, na estrada entre Rio de Moinhos e Pucariça onde muitas pessoas andam a pé e arriscam as suas vidas porque a iluminação é insuficiente.

Desde do início do mandato, o Sr. Presidente informou que iria fazer um levantamento em todas as freguesias do concelho e que as situações mais urgentes seriam resolvidas de ano para ano e consoante o orçamento da Câmara Municipal.

Até a data nenhum investimento na melhoria da iluminação pública para a freguesia de Rio de Moinhos.

 

A Junta de Freguesia de Rio de Moinhos participa nos Encontros Nacionais dos Rio de Moinhos de Portugal realizados todos os anos onde transporta as Associações da freguesia. A Câmara Municipal nunca emprestou, de uma forma gratuita, nenhum autocarro. Estranho quando a mesma Câmara Municipal deliberou no dia 18-08-2009 autorizar a cedência gratuita de transporte à Junta de Freguesia de Alferrarede para o XVII Encontro da Terceira Idade.

 

Algumas freguesias tiveram a sorte da Câmara Municipal construir ou dar apoio financeiro na construção de Parques Infantis um pouco por todo o concelho, a freguesia de Rio de Moinhos não teve direito a nada apesar do pedido feito num ofício enviado no dia 26-09-2007.

 

Esta Junta de Freguesia também solicitou várias vistorias, que em parte, foram realizadas mas não concluídas, ou seja, o processo de posse administrativa ou a aplicação de multa por falta da realização de obras de recuperação não foram concretizadas.

 

Esta Junta de Freguesia solicitou através de ofício datado de 26-09-2007 a realização de vários protocolos com a Câmara Municipal para os anos de 2008 e 2009.

Até a data nenhuma resposta ao respectivo ofício e muitos protocolos foram realizados com as outras Juntas de Freguesia.

No ofício datado de 27-02-2007, a Junta de Freguesia solicitou um apoio financeiro no valor de 20.000 euros para a realização das obras de recuperação da sede da Junta de Freguesia que se encontra em péssimas condições.

 

Em contrapartida, a Câmara Municipal distribuiu, neste último ano subsídios a diversas entidades do concelho. 

a) Tramagal Sport União no valor de 17500 euros (Acta de 9-12-2008)

b) Associação Cultural, Desportiva e Recreativa “Os Lobos”, de Carvalhal no valor de 6000 euros (Acta de 9-12-2008)

c) Casa do Povo de S. Miguel do Rio Torto no valor de 6000 euros (Acta de 10-03-2009)

d) Centro Social, Cultural, Recreativo e Desportivo de Água das Casas (freguesia de Fontes), no valor de 10.000€ (Acta n.º 26/2009)

e) Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Martinchel no valor de 28.990,80 € (Acta n.º 26/2009)

f) Casa do Povo do Pego no valor de 20000 euros (Acta de 04-08-2009).

 

É por estas e por outras, que esta Junta de Freguesia não pode nem deve ficar contente da forma como foi tratada durante estes quatro anos.

 

No entanto, fica um último pedido desta Junta de Freguesia a este executivo deliberasse entregar um subsídio no valor de 20.000 euros para a recuperação da actual sede da Junta de Freguesia que por sinal deixa entrar água quando chove e não tem uma casa de banho em condições de usabilidade.  

 

O egoísmo pessoal, o comodismo, a falta de generosidade, as pequenas cobardias do quotidiano, tudo isto contribui para essa perniciosa forma de cegueira mental que consiste em estar no mundo e não ver o mundo, ou só ver dele o que, em cada momento, for susceptível de servir os nossos interessesJOSÉ SARAMAGO

 

Tenho dito,

 

O Presidente da Junta de Freguesia de Rio de Moinhos

Rui André

 

Este texto foi integralmente lido na presença da actual Presidente da Câmara Municipal de Abrantes assim com os vereadores: Pina da Costa, Isilda Jana, Maria do Céu Albuquerque, Manuel Jorge Valamatos e José Moreno. 

De realçar que entreguei cópia desta minha intervenção ao Sr. Presidente da Câmara assim como a secretária da reunião a fim que pudesse constar na acta.

Fiquei espantado quando Nélson de Carvalho informou-me que não era eu quém decidia o que iria escrito na acta mas sim o executivo da Câmara.

 

Estranho para uma Democracia com 35 anos de vida ...

No entanto, vou aguardar ansiosamente para ver se a minha intervenção ficará ou não transcrita na totalidade na acta da Câmara.

 

 

Como vivemos numa Democracia onde a liberdade de expressão está ou deveria estar implementada, decidi colocar esta minha intervenção on-line para que os cibernautas pudessem ler o meu descontentamento.

 

Como eu costumo dizer:

Nesta Democracia posso falar mas tenho de estar bem calado. 

Será?

publicado por Nuno Damoreira às 17:37

Mais uma vez o nosso Presidente de Junta esteve a falar para a parede ou melhor, para calhaus .......O povo da nossa terra merecia uma câmara Municipal bem melhor!!!
Nuno Damoreira a 4 de Setembro de 2009 às 18:13

Pois é Nuno, as reuniões são públicas mas infelizmente pouca gente assiste as mesmas.
No entanto, nas actas podemos ver as presenças, as deliberações que este executivo deliberou ao longo dos 16 anos de mandato assim como as minhas intervenções que ao longo deste mandato foram tomadas por 15 vezes.
A nossa freguesia foi severamente castigada e não pode continuar assim.
Não se pode gastar 250 mil euros numa estátua com o único intuito de ter prazer pessoal naquela "obra de arte de referência".
Como diz Nelson de Carvalho, uma cidade imaginária cheio de pessoas "também elas imaginárias".
Dinheiros públicos mal gastos.
Com este dinheiro dava para alcatroar a estrada de Amoreira até a Medroa ou porque não construir uma estrada alternativa e resolver em definitivo o trânsito na aldeia de Amoreira.
Tenho dito

Rui André - Presidente da Junta de Freguesia de Rio de Moinhos

mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
30


blogs SAPO