Blog dedicado a Aldeia de Amoreira e a todos os seus habitantes e amigos.......

17
Set 09

Caros amoreirenses como puderam ver nestes últimos posts , durante estes últimos anos a Câmara Municipal de Abrantes quase que esqueceu a Freguesia de Rio de Moinhos, e porque?

O que o povo diz é que o Presidente da Junta não presta e não faz nada, mas pergunto eu?

Quem recebe os milhões?Quem gasta rios de dinheiro mal gasto?

Será a Junta de Freguesia que gasta com os funcionários quase todo o orçamento que vem do estado e que demora dois anos a receber os dinheiros dos protocolos da câmara municipal?

Na minha vida um dos meu maiores medos é ser injusto com as pessoas e por isso antes de falar gosto de me informar o mais possível.Sejamos justos!!

publicado por Nuno Damoreira às 17:21

claro que outras freguesias de de Abrantes, recebem melhores/maiores apoios.

mas o que se vê, é que, dos (poucos) apoios que a junta recebe, é tudo canalizado para Rio de Moinhos.

Muito pouco vai para outras aldeias da freguesia.
Se investem 3000€, numa parque infantil, não deveriam a pucariça/amoreira/etcc a receber a mesma quantia, ou considerando a dimensão populacional, 1/2;1/3 dessa mesma verba???

Comentador a 22 de Setembro de 2009 às 13:11

Caros amoreirenses

A Câmara Municipal de Abrantes poderá ter esquecido a freguesia de Rio de Moinhos, e a freguesia de Rio de moinhos não terá esquecido a localidade de Amoreira? Quem, pergunto eu...
Quem tem o poder, quem elegeram os contribuintes para representar a freguesia de Rio de Moinhos? Assumam...
A culpa morre sempre sozinha..

VOTEM !! Quem tem o Castiçal na mão? Acreditem na mudança, Haja Justiça
Haja Justiça a 22 de Setembro de 2009 às 21:21

E verdade que a junta de freguesia esqueceu Amoreira e a Pucariça !!Mas só e apenas na área da limpeza e de pequenos arranjos das ruas!!
Pois actual executivo ao concluir a obra do centro de saúde ficou sem grande margem de manobra para outros investimentos. Se fizerem a gentileza de consultarem os últimos orçamentos da Junta facilmente se percebem do que falo.
Ja agora, quem disse que Amoreira e a Pucariça não vão ter direito a uma percentagem do dinheiro que foi investido pela junta no Jardim infantil de Rio de Moinhos? Mais uma vez eu peço para não serem Injustos!!!


Nuno damoreira a 23 de Setembro de 2009 às 00:05

a Amoreira e Pucariça sempre foram esquecidas pela junta, practicamente a totalidade dos apoios são canalizados para rio de Moinhos, não é defeito do Presidente é feitio.

A Junta que coloque os olhos em Constancia, onde grandes investimentos são feitos nas aldeias do concelho e não na vila em si (parque natural de santa margarida/zona industrial Montalvo/parque infantil de Montalvo, e continuando por ai fora)
Isso Mesmo a 23 de Setembro de 2009 às 12:01

Tens razão!!A câmara de Abrantes devia ter como modelo a Câmara de Constância, que modernizou mais as aldeias do que a própria vila!! Pode ser que o nosso concelho tenha mais sorte com o novo presidente de Câmara.
Ja agora, tanto ódio ao actual presidente de junta (não compreendo ) já se aperceberam que ele não é o candidato , mas sim o Mota?
nunodamoreira a 23 de Setembro de 2009 às 15:50

não é odio,é simplesmente mais do mesmo, por isso disse que não era defeito deste presidente,ja era feitio de todos os outros que passaram por la.
odio? a 23 de Setembro de 2009 às 15:54

Os meus cumprimentos ao comentador anónimo.
Sugiro que qualquer pessoa que opine, e muito bem, se identificasse.
Posso concordar consigo quando diz que os políticos são todos iguais.
Mas o que aprendi ao longo da minha experiência é que os políticos somos todos nós. Se achamos que a política está podre, temos a obrigação de mudar as coisas e quando há eleições concorrer numa lista e poder dar alternativa aos eleitores.
Ficar no anonimato e dizer isto e aquilo não vai mudar nada, bem pelo contrário, a participação activa de todos é importante.
Pode continuar a não gostar dos políticos mas uma coisa lhe garanto: nem todos são maus e interesseiros.
Convido a participar activamente na próxima Assembleia de Freguesia a realizar na próxima Quarta, 30 de Setembro de 2009 com início às 21h na Sede Social de Rio de Moinhos.
Nem sempre a política é como parece ...
Cumprimentos
Rui André

Rui André a 24 de Setembro de 2009 às 15:25

Mas os muros do ringue de futebol de Amoreira quem os pinta é o povo não os empregado da junta como aconteceu em Rio de Moinhos, por isso é que depois não à tempo para cortar a relva em frente à escola primária de Amoreira.
Também não existe pessoas na Amoreira para irem para a mesa de voto tem que vir de fora...(80€ é dinheiro), antigamente não vinham cá.

Já tinha afirmado que não responderia aos comentários anónimos e não vou fazê-lo porque não me foi formulado nenhuma pergunta.
Por isso, dou a minha humilde opinião relativamente ao assunto do ringue de Amoreira e o de Rio de Moinhos.
O ringue de Amoreira foi construído nos seus próprios terrenos e muito bem pela Associação de Moradores de Amoreira que é uma associação com estatuto e respectivo património.
O ringue de Rio de Moinhos foi construído na Quinta Fernando Vieira Ferreira, património da Junta de Freguesia de Rio de Moinhos e não de nenhuma Associação local.
Foi construído no tempo do Sr. Joaquim Bento e teve financiamento em 90% da Câmara Municipal de Abrantes. A Junta de Freguesia da altura só gastou 10% e tinha de ser para aquela finalidade.
No meu mandato recebi a comparticipação de 60 mil euros da Câmara Municipal de Abrantes para a construção da nova Extensão de Saúde da freguesia de Rio de Moinhos e foi necessário esta Junta de Freguesia entrar com mais de 60.000 euros num total de 120.000 euros.
Para o ano de 2009, o Fundo de Financiamento de Freguesia (FFF) é dado a esta Junta de Freguesia a quantia de 40.000 euros.
Tendo no quadro da Junta 3 funcionários efectivos, as contas são muito fácil de fazer.
500 euros/mês/pessoa e vezes 14 meses = 21.000 euros mais o pagamento a Segurança social que ronda os 400 euros/mês.
As contas fazem um total de 25.800 euros.
Outras despesas corrente como seguros da sede, da quinta, do prédio de Lisboa, dos carros, dos funcionários; água; luz; gasóleo; material de limpeza, revisões das viaturas etc. ...
Como compreenderá as despesas são muitas e as receitas muito poucas.
Esta explicação necessitaria de muitas páginas.
Em todas as Assembleias de Freguesia, o executivo falou de todos porquês e das suas prioridades para a freguesia.
Convido todas as pessoas para assistir e participar na última Assembleia de Freguesia - Quarta-Feira, 30 de Setembro na sede social de Rio de Moinhos.
Por último, informo o(a) leitor(a) futebolamoreira que não entende nada de Democracia e que denota imaturidade.
Se procurar bem na internet, de certeza irá encontrar algumas informações sobre a escolha dos elementos das mesas de voto.
O Presidente da Junta de Freguesia não pode nem deve participar na sua composição. A lei é clara, a única coisa que o Presidente pode fazer é no próprio dia das eleições, se alguém faltar nas mesas, convocar outra pessoa para desempenhar a tarefa.
Nesta Democracia, a escolha dos elementos das mesas é da exclusiva responsabilidade dos partidos políticos.
Ninguém tem lugar cativo.
Na nossa freguesia, 4 partidos políticos juntaram-se a cada um escolheu 2 pessoas para as mesas.
Mesmo assim ainda havia 2 lugares, visto só termos duas mesas de voto nestas eleições, uma em Amoreira e outra em Rio de Moinhos. Os 2 últimos lugares foram unanimemente escolhido pelos 4 partidos.
Se estas regras não são do seu agrado, tem de se queixar aos nossos governantes que aprovam as leis. Nós cumprimos a lei, pelo menos eu faço assim.
Se outros Presidentes de Junta fizeram de outra forma, então fizeram mal.
De qualquer maneira, qualquer pessoa pode apresentar por escrito as suas reclamações directamente a Comissão Nacional de Eleições.
A política nem sempre é o que parece.
Temos o direito de criticar mas também acho que temos a obrigação de ler as leis e de saber bem as competências das Juntas de Freguesia. Não se pode comparar A Câmara Municipal de Constância e a Junta de Freguesia de Rio de Moinhos.
Esta comparação demonstra falta de maturidade e falta de carácter.
Como deve saber não sou militante de nenhum partido político.
Também não sou político de profissão e não preciso da política para sobreviver.
Fui Presidente da Assembleia de Freguesia de Rio de Moinhos (2001-2005) onde implementei a descentralização das Assembleias de Freguesia: Rio de Moinhos, Amoreira e Pucariça.
Estou a acabar o meu mandato 2005-2009 e durante este gostaria de ter feito muitas coisas. Realizei alguns trabalhos que vou apresentar na última Assembleia de Freguesia.
Apareça e vai ver que com pouco dinheiro e muita imaginação algumas coisas se fizeram no meu mandato.
Cumprimentos e sempre disponível para ajudar a minha freguesia .
Até breve,
Rui André

Assim como a câmara tem as suas freguesias, a junta também tem as suas freguesias.
Se me quiser falar de apoios respectivos a uma câmara e a uma junta, ai acredito que não possa ser equiparável, mas a finalidade é a mesma, distribuir os poucos apoios pelas suas freguesia.
Apesar de o ringue de Amoreira ter sido construído/mantido, pelo povo de amoreira, nada inviabiliza, que a junta dê uma ajuda quando tal for possivel.

PS: o ringue foi só um exemplo.
Gonçalo D'Amoreira a 28 de Setembro de 2009 às 10:58

Sr. Gonçalo, agradeço a colocação da sua identidade.
Admiro a sua preocupação pela sua aldeia de Amoreira e ainda bem que gostaria de contribuir para o seu desenvolvimento.
Não sei se o conheço pessoalmente, mas em qualquer altura, poderemos falar sobre a aldeia e a freguesia visto este meio ser limitado e não podermos dizer tudo porque estaria aqui horas e horas a frente do computador.
Reforço o meu convite para estar presente amanhã na sede social de Rio de Moinhos para assistir/participar na última sessão da Assembleia de Freguesia.
Concordo consigo quando diz que a Junta de Freguesia deve apoiar/ajudar as colectividades mas também não posso deixar de lhe dizer que não posso concordar que seja a Junta de Freguesia a fazer o trabalho todo.
Deve existir uma parceria entre todos e as associações tem de solicitar apoio para tal e não ser a Junta a adivinhar os projectos a realizar.
De realçar, que cada executivo eleito tem um programa por cumprir e que para tal foi eleito.
A título de exemplo, prometemos a colocação de uma Caixa Multibanco para a freguesia de Rio de Moinhos. Após as negociações a entidade bancária decidiu colocá-la no local mais adequado a fim de ter uma melhor e maior rentabilidade.
Mesmo assim, quando a Caixa Multibanco foi colocada, fui criticado pelo local escolhido.
Se não se faz, o povo quer que se faça.
Se fazemos é porque não deveria ser feito assim.
Nunca ninguém está satisfeito mas uma coisa lhe garanto, as coisas têm de avançar para frente e termos de ter em conta um caminho, um objectivo, um rumo. Devemos ouvir as pessoas mas não podemos estar sempre a mudar de um lado para o outro.
Em 2004, a Carta Escolar (1ª versão) foi discutida e nela não vinha nenhum centro escolar para a nossa freguesia.
O executivo anterior e eu mesmo (visto ser professor e dirigente sindical na altura) reunimos com a Vereadora da Educação e mostramos o nosso descontentamento por Rio de Moinhos, enquanto freguesia, no ter nenhum Centro Escolar projectado.
Após a consulta pública (onde infelizmente fui o único da freguesia presente) a Câmara decidiu reavaliar a Carta e anunciou uma 2ª carta, chamada Carta Educativa, que já foi assinada por todas as partes interessadas no processo e vinha introduzida uma única alteração: a construção de um Novo Centro Escolar para a Freguesia de Rio de Moinhos, que será construído no próximo ano na aldeia de Rio de Moinhos. Uma escola nova construída de raiz numa área de 5000 metros quadrados com 4 salas para o 1º ciclo e 3 salas para o pré-escolar.
Mesmo assim ouvi criticas de Amoreira e Pucariça e perguntar porque é que este novo equipamento educativo não é construído em Amoreira ou Pucariça.
Está a ver onde quero chegar ...
Nunca ninguém está satisfeito.
Eu, pessoalmente fiquei satisfeito de ter conseguido trazer para a nossa freguesia um novo Centro Escolar mesmo assim criticaram.
As escolas de Rio de Moinhos têm actualmente 60 crianças e as escolas de Amoreira têm aproximadamente uma dúzia.
Seria um erro construir um Centro Escolar desta dimensão numa aldeia em vez de ser construída na sede da freguesia que por ironia do destino está situada mesmo no centro entre Amoreira e de Pucariça.
Este novo Centro Escolar vai albergar as crianças de 3 freguesias: Rio de Moinhos, Aldeia do Mato e Martinchel
Muitas coisas poderia dizer mas falar directamente com as pessoas e nas respectivas Assembleias de Freguesia é muito melhor.
Apareça amanhã. Terei todo o gosto
Abraço
Rui André



Sr. Rui,
Concordo em tudo o que disse, não passa pela cabeça de ninguém construir um complexo educacional, para uma aldeia que contem cerca de 12 crianças, mais uma vez, se as pessoas tivessem "2 dedos de testa", saberiam, que a entidade bancaria é que decide todos "esses" pormenores.
De longos tempos provem o proverbio "não se consegue agradar, a Gregos, nem a Troianos", mas penso que o Presidente da Junta se deva inteirar um pouco mais, com as "Suas" aldeias,não digo que seja um problema de uma única entidade, mas talvez uma falta de comunicação entre as varias.

Gonçalo D'amoreira a 29 de Setembro de 2009 às 16:21

mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
30


blogs SAPO